26 de mar de 2011

Geração turca

Foto: Aline Giesel
Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia no palco. Com esse nome a gente já imagina, né? Som firme, letras despojadas e botas de bico fino. Acreditem, botas de couro e bico fino. Cada música da banda tem uma apresentação especialíssima do tipo "Quando a gente é adolescente faz muita merda", que antecedeu a música Acho que ela quer foder comigo. E a galera pula.



Aliás, confesso que tô meio triste, galera toda lá em baixo, curtindo o maior solo de bateria e eu aqui. Mas, vale a pena. Esses turcos do nome complicado formam uma banda daquelas que dá orgulho de anunciar. O cara da Flying V, de óculos escuros, até perdeu o microfone, mas acho que só eu percebi. Claro, se eu tivesse lá em baixo, pulando, dançando, também não ia reparar. Acontece.

Família Palim
A banda mandou muito bem, com cinco CDs lançados é claro que não deu pra tocar todas as músicas, mas a gente soube apreciar mesmo assim. Galera curtiu, dançou, pulou e ah, o Vitor, a voz gaúcha responsável pelos áudios da cobertura colaborativa, disse que não me perdoaria se eu esquecesse (mais uma) peculiaridade da banda, o "teremim", instrumento uma tanto antigo que funciona de um jeito meio mágico. Sério, o instrumento tem uma haste de metal que, quando o cara passa a mão, pimba, sai som! Enfim, banda incrível que praticamente não surpreendeu. Mas só porque a gente já sabia da responsa no som desses maringaenses!


Bm demais!

Nenhum comentário: