26 de mar de 2011

Meia noite, grito inteiro

Nossa, eu ainda tô perguntando o que é essa noite! A banda Monkeberry mandou um showzasso, e agora a banda Tênis Sujo e um Scarpin acaba de terminar a primeira música. O baixo, estrela da banda, acabou desafinado, mas a Tênis Sujo contornou, contou pro público das peripécias de Porto Alegre, da maré de azar pela qual andam passando e "Agora a banda vai tocar NÃO VOU MAIS", o grito do baterista/vocalista.
Tênis Sujo e um Scarpin foto: Leandro Dias
Quem também tá tendo que gritar é a colaborativa, a gente pena,e muito! Com toda essa sonzera, a comunicação na ilha fica impossível, são gritos, dedos estralando (de um jeito meio mudo), braços no alto, acenando e bom mesmo é quando o som da banda pára sem aviso prévio. Só aí a gente percebe a altura da nossa voz. Mas, pera lá, isso é o grito ou não é?

A resposta, claro, é SIM! Então a banda grita, a gente grita, a cabine da Cabrera é só grito e noite continua. Vanguart rola solto entre as bandas e agora, metade da noite, estamos no aguardo de Mhorula e a SextaGeraçãodaFamíliaPalimdoNortedaTurquia... Ufa! Com esse nome, que será que essa outra metade da noite nos reserva?

Nenhum comentário: