5 de nov de 2010

Atenção para a Escalação do Alona Fora do Eixo Clube

Destaque em qualquer Cartola Futebol Clube, a equipe que tem representado o Alona apresenta agora sua mais nova escalação:

A goleira é a Renata. Flexível, empolgada, vai direto na bola. Matraquinha, comunicadora nata, tem olhar fotográfico para cada movimento paralelo. De reflexos rápidos, abraçou o Alona como se ele fosse uma legítima Jabulani e por isso se joga mesmo.


Na defesa, temos três: os laterais Tati Ribeiro e Rafa e a zagueira Thamiris. A Tati, como boa lateral, é resistente, aguenta tudo. Tá no terceiro ano de jornalismo, segundo de ciências sociais, faz estágio em uma revista de circulação londrinense, é fotógrafa nata e faz tudo isso simultâneamente com fôlego e muito esmero. Enquanto isso, o outro lateral é o Rafa, o artista visual que apóia o ataque do time em todo momento. Quietinho, observador, sempre pronto pra qualquer intempérie. Email 7 da manhã? O Rafa responde. Link com as bandas? O Rafa faz. E aí vem nossa zagueira, a Thamiris. Estudante de jornalismo, bloqueia as possibilidades de perigo com um pé no chão e o outro lá no alto, se possível nas nuvens.

Mark (vermelho), o workholic
No meio campo, os alas Pietro e Mark. O primeiro é formado em Design Gráfico, aliás fez toda a arte gráfica do Festival Demo Sul e o segundo é artista visual. Com idéias como manter nosso blog com um visual cambiante, dá pra ver que o Pietro promete dinâmica e interatividade com o grupo. Com ele, o Mark, um carinho de pessoa. Também todo criativo, é a cabeça organizada, cuidadosa e, como quase todo colaborador do Fora do Eixo, um belo de um workholic.

Isa e Lucas: meio campo

Também no meio campo temos os meio-armadores, Isa e Lucas, a dupla imbatível. Toda doce, Isa é nossa caçula, a mascotinha da equipe. Lucas, seu parça pra qualquer coisa, é de educação, organização e pontualidade britânicas. Os dois mais novinhos do grupo são também os dois monstrinhos da comunicação. Estudantes de jornalismo, diria que suas personalidades são como seus textos: reflexivos, críticos, inteligentes, coerentes.

Eu acho que sou a volante. Sou a Tati, me formei em letras e agora faço jornalismo, como meus parças da comunicação. Amo a palavra e todas as suas formas, inclusive a não-palavra e o que está por trás dela. Como volante, faço a ligação entre a defesa e o ataque; ora tô com a galera do defensivo, ora tô no meio-campo; e de vez em quando tento agilizar alguma saída da bola.

Mari: centroavante e capitã do time

No ataque, o ponta de lança Gui Mortean e a centroavante Mari. O Gui, artista visual, culmina a jogada. Prestativo, parceiro, veloz. Quando um de nós começa a sonhar, o Gui já tá correndo lá na frente pra deixar a jogada prontinha, acelerado, fritadaço. Ele, Mari e Mark fazem parte da Kiirk, uma produtora pé-vermelho cheinha de planos pro Fora do Eixo. E a Mari, é brava? É nada!! Ela é objetiva, isso sim, como todo bom centroavante. Nossa artista visual é certeira nas jogadas. A capitã do time cuida para que o trabalho de cada um não se perca. De cara, saiu do emprego que estava pra dedicação exclusiva pro Alona. Abraça todas as oportunidades, pensa em todas as ligações e parceiros possíveis para nosso coletivo evoluir. É pra fazer gol? Podexá que a Mari faz.

Gabriel: técnico concetrado nas táticas
 E o técnico? Sim, né gente, todo time tem um técnico. O nosso chama Gabriel, emprestado durante a temporada Demo Sul pelo Enxame Coletivo (Bauru-SP). Jornalista e produtor cultural, trouxe a cobertura colaborativa para Londrina e (ainda bem) acabou com nosso sossego. Explica uma, duas, três vezes o que podemos/precisamos fazer. Monta as jogadas, acompanha o desenvolvimento de cada um, dá feedback quase que instantâneo do nosso trabalho.


Por fim, na comissão técnica temos nosso preparador físico, o Charchar, do Coletivo Pegada (Belo Horizonte-MG). Animado, quer dar um gás na gente pra fazer todo mundo conseguir crescer mais, e mais, e mais, e mais. Tem nos ajudado a ficar "fortão" no circuito. Na assistência técnica temos a Carol, do Massa Coletiva (São Carlos-SP). Tão responsável quanto o Gabriel pela sede de gol da equipe, acompanha, anota e comenta todas as jogadas, principalmente pro nosso técnico. E como fisioterapeuta temos a Andressa, do Macondo Coletivo, prontíssima para a recuperação de atletas lesionados e coletivos, as vezes, adormecidos.

Marcelo, Josi e Luiz são os coringas do nosso time. Os três mais experientes no assunto estão no Alona desde sua formação. A garra do "trio maravilha" fez com que eles mantivessem o espaço em meio a  inúmeras dificuldades, sócio-econômicas e, acredite se quiser, culturais, devido ao pouco incentivo do setor no Paraná. E essa grande "dirigência" de nosso time comprou nosso passe por um preço muito alto: a confiança e os braços abertos para que enxergássemos um campo inteiro de possibilidades, metas e sonhos.


Aí vem o banco de reserva, que não pára de crescer. São parceiros de Londrina, dos outros coletivos, gente que tá surgindo de todos os cantos do país e com a maior prestatividade pra fortalecer o nosso Coletivo Alona.
Agora, fala aí, a escalação tá boa ou não tá?!

10 comentários:

Mare disse...

Tati, parabens! Fudido o seu texto.

beijoo

(viu viu viu, nao sou brava)
aosieuhaosieuhaosieuhaosieuh

Renata Cabrera disse...

Cara, que texto mais expressivo. Curti de mais Tati^^ A propósito, engraçado você falar que eu sou goleira.... sempre joguei ness alinha quando criança HAHAHAHA Enfim, matô a pales!

Renata Cabrera disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriel Ruiz disse...

Assino embaixo da Mare. Lisonjeado.
Aliás, como todo bom técnico tem o seu auxiliar, o meu foram dois: a Carol Tokuyo e o Flávio Charchar, faça o adendo Tati!

bjs

Mark Claus Nunes disse...

Depois dessa fiquei até com vontade de jogar uma pelada. ASidJAISdjAS

Lucas Marcondes disse...

Belíssimo texto. E ainda fala de futebol - lindo!

Rafa disse...

É isso ai parceiro, se tudo der certo graças a Deus agente leva os 3 ponto. hahahah

Texto espetacular.

#énois!

Thamiris Geraldini disse...

Que coisa booa! Mandou bem, Tati.

Tatiana Oliveira disse...

Poutz, a gente tava sem comissão técnica, gente, que grave!! Mas óh, já acertei no texto, escalados: Charchar pra preparador físico, Carol pra assistente de técnico e Andressa pra fisioterapeuta, hahaha... agora sim...

isabela Cunha disse...

Tem nem o que dizer. lindo! O mais lindo! um amor de texto.