4 de ago de 2011

Uai, Alona em Minas?

Em julho, o Coletivo Alona andou ficando meio mineirinho. Isto porque nosso coletivo e #coberturacolaborativa pôde acompanhar de perto os trabalhos desenvolvidos durante o Congresso Fora do Eixo Minas, realizado em Sabará. E entre os debates e reuniões com o poder público local e estadual, surgiram avanços como a nova Casa Fora do Eixo Minas, que vai se estruturar em Belo Horizonte, estimulando ainda mais a rede que a cada congresso apresenta maior expansão nacional.


Na mesma semana, rolou na cidade a programação do Festival Escambo, produzido pelo Coletivo Fórceps, que soube administrar ambos com forte organização, receptividade, atenção e hospitalidade. Por isso, em meio ao congresso, ficou garantido o espaço para shows como Emicida, Cabruêra, Os rélpis, Marcelo Jeneci e outras mais de 20 apresentações. 


As artes integradas também estiveram presentes no festival, com o Sarau Literário organizado pelo grupo Engrena, responsável pelas ações literárias no coletivo Fórceps e a peça de teatro É só uma formalidade, do grupo Quatro los Cinco. Houve ainda exposições artísticas como a de Sara Silva Ribeiro, que levou ao festival  a exposição "Implosões", com livros-objeto, feitos de materiais como fios de cabelo, pano, ou zipper. 


Alguns dos diários de bordo desta programação intensa estão nos vídeos abaixo, produzidos pelo Clube de Cinema que integra o CFMI - Circuito Mineiro de Festivais Independentes. Outros, no próprio blog do festival. Vale lembrar que o Festival Escambo abriu o CFMI, que até dezembro, integra 14 festivais em todo o estado de Minas Gerais, todos promovidos por coletivos Fora do Eixo.





Nenhum comentário: