25 de mar de 2011

E pra hoje, o que é que tem?

Logo mais, começa a segunda noite de Grito Rock em Londrina. E como ontem, você vai poder acompanhar toda a movimentação do festival com a Cobertura Colaborativa, aqui no blog. Confira a programação de hoje:

Entre os shows da noite está Mhorula, o projeto solo do baterista Mau (Trilöbit). Ele traz à cena londrinense uma sonoridade obscura e singular e se utiliza da experiência no cenário independente para expor um belo prognóstico decadente da existência humana.


Já a banda Tênis Sujo e um Scarpin promete fritar o público com seu rock n' roll. A banda que começou com shows de tributo ao Velvet Underground passou a desenvolver com o tempo canções próprias, todas em português, que carregam estilos variados que vão desde o rock n' roll clássico ao indie e punk rock.

Tênis Sujo e um Scarpin, uma das atrações da noite
Hoje também é dia de The Monkberry, uma banda carregada de boas baladas, com folk‐rock, melodias e arranjos delicadamente equilibrados. A banda traz Influências que parecem vir de todos os cantos possíveis e tudo à base de psicodelia sessenta e setentista, com boas doses do rock alternativo dos anos 90 e contemporâneos. 

E por fim, quem toca ainda esta noite é A Sexta Geração da Família Palim do Norte da Turquia (mas, vocês me desculpem, geral vai digitar só 'Família Palim' aqui no blog). A banda de Maringá reúne influências do rock brazuca dos anos 80, do punk de 77, do grunge e alternativo dos anos 90 e de muita coisa por aí que se denomina “roquenrou”. 

Os ingressos custam R$10,00 e vale lembrar que a cerveja sai por R$1,00 até 23h30min. Além  das bandas, o Grito Rock conta também com La cabine Photo, Cobertura Colaborativa, Varal da Arte, Banquinha e discotecagem, que hoje fica por conta de Marcelo Domingues.


*Nota: poizé, houve uma alteração e a discotecagem de hoje é responsa do Marcelo, portanto #oremos

Nenhum comentário: